"OS ANIMAIS DIVIDEM CONOSCO O PRIVILÉGIO DE TEREM UMA ALMA" (Pitágoras)

sexta-feira, 1 de abril de 2011

ABRIGO DA MARINALVA COM 150 CÃES SEM RAÇÃO !!!! ANIMAIS COM FOME!!!

Abrigo em Itaquaquecetuba necessita de ração URGENTE !!!!

SUA HISTÓRIA

Começo aqui a minha história,vim do recife com menos de 15 anos e como maneira de sobrevivência arrumei um companheiro e logo que engravidei ele me deixou,o qual tive que viver mendigando pelas ruas,estacionando carros,catando latinhas,vendendo doces nos faróis,etc e muitas das vezes dormindo ao relento ou embaixo das pontes,finalmente aos 22 anos me apaixonei por um senhor de idade que é mais velho do que eu 22 anos,com quem vivo até hoje,e que me deu condições de estudar e me aceitou,fazendo de mim uma mulher experiente e por ter passado muita fome e dormido ao relento com tantos animais de ruas,me fez abrir os olhos para o que acontece com os animais.
a 22 anos atrás quando casei, fui morar em Guainases com meu marido Helio e uma  filha que  eu  já tinha de um outro casamento.
Lá conheci vários vizinhos, e como todos nós morávamos de aluguel, os contratos iam vencendo e  a vizinhança mudando, como fiquei por vários anos na mesma casa, via  meus vizinhos mudando e deixando pra trás seus cães, ou abandonados nas ruas, ou presos  nos quintais, aonde logo iam para as ruas assim que as casas recebiam novos inquilinos.
Eu com muito dó desses bichinhos que ficavam para trás triste e no abandono, alimentava-os pelas grades dos portões ou  nas ruas. Mas  nas épocas de chuvas meu coração doía demais e   em uma conversa  com meu marido, acabei resgatando 4  que vizinhos abandonaram e   abrigando em minha casa, e isso me facilitou para cuidar deles com maior carinho e atenção, coisa que não tiveram de seus ex donos que o abandonaram na hora da mudança.
Com isso, a 22 anos , 4 cães era uma coisa fora do comum ter, e por esse motivo, achando  já que u tinha muitos, começara a  abandonar caixas com filhotes e minha porta, mãezinhas prenhas amarradas a meu portão, cães velhinhos, cães doentes, atropelados, ceguinhos e  de todos os tamanhos.Fui abrigando, cuidando, alimentando, dando remédios e assim que estavam melhor, colocava para adoção.
Mas muitos  pela idade, ou por vários outros motivos eu não conseguia  um  novo lar e meu amor por eles, não me permitia colocá-los nas ruas  no abandono novamente depois  de já terem passado por tantas maldades e fome.
A quantidade de cães em meu  lar foi aumentando, e como  castração ainda tbm não era tão divulgado, muitas vezes filhotes tbm nasciam em minha casa. Como abandonar   mães e filhotes? já que eu  tinha retirado tantas das ruas..
o Tempo foi passando até que apareceu uma oportunidade de um terreno em Itaquaquecetuba, minhas esperanças de maior espaço e mais liberdades para meus cãs me encheu de felicidades. Mais infelizmente esse terreno conseguimos  por posse, , mas mesmo assim fomos construindo aos poucos e  as coisas se repetiram, como tinha muitos cães, outros mais foram abandonados em minha porta e hoje tenho cerca de 120 a 150 cães de todas as idades .. Sempre  divulgo adoção, mas se saem 3 do abrigo, aparecem 6 para serem recolhidos. Hoje com mais informações e  vivência, já  castro todos os cães do abrigo, assim evitando  que novas gerações de cães nasçam e possam ter futuro ex donos que os abandonem.
Mas meu espaço se tornou pequeno e agora preciso muito da DOAÇÃO DE UM TERRENO onde   poderei construir  canis separados para os velhinhos, os  que com a idade ou pela maldade humana, ficam cegos ( pq alguns  são cegos  com queimaduras de cigarros nos olhos, água fervente, ou furados por pregos), construir a parede da maternidade e berçários para mãezinhas e filhotes  abandonados em minha porta ou que os  donos por falta de informações deixa cruzar e depois descartam os filhotes   em calçadas,  praças, estradas.Canis para os  mais bravos que não se relacionam bem com outros cães, canis para cães mutilados por atropelamentos ou mesmo tbm por ruindades de seres humanos. e muitos outros casos.
Atualmente mantenho o abrigo  com a ajuda de muitos amigos da internet, que doam ração, remédios e  outras coisas necessárias para  mais dignidade de vida para esses  cães já tão sofredores, e tbm com meu salário de merendeira  na escola, mas  ainda é pouco, pois o espaço é muito limitado e as vezes mesmo com todo o cuidado e separações com palites de madeiras, ainda  acontece de um escapar e acabarem brigando  e até se matando.
Peço  encarecidamente  por um terreno   em Itaquaquetuba  murado  para construir os canis. se não for possível a construção de canis para separá-los, eu continuam  pedindo ajuda aos  pessoas voluntárias que ajudam na alimentação  deles.
DESDE JÁ AGRADEÇO MUITO
Sei que muitas famílias precisam de lar , mas acredito  que os animais tbm precisam  de carinho , amor e atenção  até o fim de suas vidinhas.

Não quero nada para mim, peço só por eles, por esses serzinhos que as vezes  tiveram amor a carinho e por algum motivo foi deixado no abandono, ou por aqueles que nunca tiveram a oportunidade  nem de  conhecer  um aconchego ou alimento  decente, que já nasceu nas ruas e só conheceu restos nos sacos de lixos. 
OBRIGADA
MARINALVA MARIA DE ARAUJO
 

Um comentário:

  1. BEBEINHADOG@GMAIL.COM1 de novembro de 2011 14:41

    Marinalva.sao l800 e assisto pela Record,sua lta.TENHO 35 CAES E AJUDO NA RUA A MAIS L5.tENHO Caes de porte meio grande que vivem na rua.Meu amiguinho me ajuda pois deixo raçao.tenho pena de sua situaçao mas minhA EMPREGADA N.QUER MAIS CAES.POIS CUIDE DE MINHA SOBRINHA QUE DEPENDE 24 HORAS Para tudo.Sei que vcta presisand de raçao,afinal,voce tem basante cachrrinhos,feinhos mas sao bonitinhos.Me mande uma cota de Banco e,sempre que de te mando alguma ajuda.SISS.EMAIL.BEBEINHADO@gmail.com

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.